Publicado em Deixe um coment√°rio

Queijo nosso de cada dia…

Queijo de Ovelha √Čvora Dop

A generosidade do leite de borrego alentejano prova-se, √† boa mesa, com o perfume e aroma distintos do queijo com a assinatura, Monte do Ganh√£o. O queijo √© um dos produtos de grande relev√Ęncia na economia do concelho de Sousel, onde tamb√©m ganham express√£o as carnes de borrego e porco, o vinho, o p√£o, o mel, os bolos e doces, os enchidos e o azeite.
A recente medalha de prata atribu√≠da no Concurso Nacional de Queijos Tradicionais Portugueses com nome qualificado, colocam o Queijo do Monte do Ganh√£o num patamar cimeiro. Tudo acontece em Sousel, onde a empresa disp√Ķe de toda a estrutura necess√°ria para dar forma e sabor aos afamados queijos.
Os √ļltimos tempos t√™m sublinhado a import√Ęncia dos produtos do nosso concelho. A este, outros casos de sucesso se juntam, dando a conhecer o que de melhor se faz em Sousel. E, se assim continuar, ganham os produtores e ganha Sousel.

38 Anos de história

O início da queijaria remonta ao ano de 1975 no seio da família Ganhão. Começaram por fazer queijos de vaca para vender aos vizinhos e às pessoas mais próximas. Mais tarde, quando o filho António Ganhão casou, os queijos tornaram-se num verdadeiro negócio, já com queijos de ovelha, negócio esse que foi crescendo ao longo dos anos.


As filhas, Célia e Dulce Ganhão, são agora os rostos desta empresa. Sabem fazer um pouco de tudo, desde a recolha do leite até à produção do queijo e dedicam-se à queijaria 365 dias por ano. Em entrevista ao Notícias de Sousel, Dulce Ganhão revelou-nos alguns pormenores deste negócio familiar.

Monte do Ganh√£o

Neste momento, trabalham na Queijaria Monte do ganhão 14 funcionários, incluindo as duas proprietárias. Ao serviço estão também as cerca de 2000 ovelhas que, divididas em grupos, fornecem o leite durante todo o ano. Nos meses de março e maio, outubro e novembro são feitos cerca de 5000 queijos diários. Nos restantes meses do ano, a queijaria produz em média, cerca de 3000 queijos por dia.
Queijo nosso de cada dia…

Os pequenos queijos dourados são distribuídos a nível nacional e internacional. “Exportamos para Macau, França, Luxemburgo e Ca-
nad√°‚ÄĚ. Mas a carteira de clientes continua a aumentar: ‚Äúassin√°mos recentemente mais um contrato com uma rede de supermercados. Mas, nesta parte comercial, enfrentamos alguns problemas, entre eles, a concorr√™ncia desleal. N√≥s queremos garantir a qualidade do nosso produto e n√£o usamos aditivos nem fermentos‚ÄĚ.
“A crise afectou-nos bastante. Desde h√° quatro anos que lentamente, temos reduzido a produ√ß√£o. Mas contamos com o apoio da QUALI-
FICA, ADRAL e da Confraria Gastron√≥mica de Sousel. A Confraria tem sido o nosso bra√ßo direito, n√£o s√≥ em termos de contactos mas tamb√©m em termos de oportunidade de dar a conhecer o nosso produto a p√ļblicos diferentes. Podemos dizer que este ano, portanto, desde a altura em que entr√°mos para a Confraria, tivemos uma melhoria e tem sido, sem d√ļvida, melhor que o ano passado‚ÄĚ.
O Monte do Ganh√£o produz ‚Äúqueijo de meia cura, queijo curado tr√™s meses e queijo reserva (com matura√ß√£o superior a 8 meses), o Queijo D.O.P. (Denomina√ß√£o de Origem Protegida), o que significa que este queijo faz parte de um grupo de 16 concelhos portugueses certificados pela Uni√£o Europeia e caracteriza-se por ser um pouco picante e escurecer ao longo do tempo quando em contacto com o ar‚ÄĚ.

Medalha de prata no Concurso Nacional de Queijos Tradicionais

Foi o Queijo de √Čvora D.O.P. ganhou a medalha de prata no Concurso Nacional de Queijos Tradicionais Portugueses com nome qualificado.

Concorremos só com um, pela primeira vez, e trouxemos um prémio para casa. Se foi uma surpresa? Modéstia à parte, nós sabemos o que fazemos e conhecemos o produto, portanto, sabíamos à partida que tinha hipótese de se distinguir entre os demais participantes. Este prémio foi bom mas nós queremos mais e vamos trabalhar para a medalha de ouro.

As Feiras e eventos gastron√≥micos nos quais participam s√£o uma mais-valia para a empresa, ‚Äúdamos a conhecer o produto atrav√©s de provas, degusta√ß√£o e tem sido muito bem aceite. Durante as nossas provas, costumamos adicionar ao nosso queijo outros ingredientes como o p√£o da Padaria Boavista (Cano), o Mel Multifloral (Santo Amaro), o Azeite Flor da Galega (Casa Branca), as Bolachinhas de Sousel, os enchidos da Montanheira (Sousel) e or√©g√£os apanhados da Serra de S√£o Miguel.‚ÄĚ
A presen√ßa nas feiras tamb√©m se mostrou positiva para outros produtores do concelho que se associaram √† Queijaria Monte do Ganh√£o e que, atrav√©s da mesma, exp√Ķem e comercializam produtos como enchidos, p√£o, mel e azeite, bolachas, entre outros. Neste momento a queijaria est√° em Lisboa a participar na Rotary Internacional, na FIL, em Lisboa.

O segredo do sucesso…

‚ÄúPor vezes n√£o √© f√°cil trabalhar em fam√≠lia, mas at√© agora temos conseguido gerir bem as nossas rela√ß√Ķes e tudo tem corrido pelo melhor. Em certos aspetos √© bom porque temos mais confian√ßa uma com a outra e isso facilita muito.
O segredo? A dedica√ß√£o e amor. Quando gostamos verdadeiramente daquilo que fazemos, o trabalho desenvolve-se de outra maneira.‚ÄĚ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *